Despachamos para todo o Brasil.

 

  • •   Recomendação Inicial: evite colocar suas plantas recém-chegadas diretamente no sol pleno, pois elas estarão sensíveis devido aos dias que passaram fechadas na caixa, e com isso queimarão facilmente se expostas a muitas horas de sol direto. O ideal é começar o processo de adaptação colocando-as em um local onde só recebam sol da manhã, que é mais fraco, e gradualmente ir introduzindo-as a mais horas de sol, até chegar ao sol pleno, caso seja seu desejo. Você já poderá regá-las após o plantio, pois como estão com raízes se hidratarão normalmente. Dê continuidade as regas da maneira que você já é acostumado a fazer com as suas outras suculentas e lembre-se que menos é mais, elas não precisam de muita água.
  •  
  • •   Substrato: deve ser principalmente leve, drenável e consideravelmente arenoso (você deve misturar material orgânico, como turfa ou casca de pinus). Leve para que as raízes se desenvolvam facilmente e drenável/arenosos para que a água escorra bem, evitando o encharcamento das raízes, que resultará em apodrecimento (não esqueça que os vasos devem ter furos). Se for da sua escolha, pode-se adicionar ainda perlite ou vermiculite, para que haja maior absorção de água e nutrientes, e também algum tipo de adubo de sua preferência, mas desde que seja para plantas.
  •  
  • •   Regas: variam muito, basicamente para cada clima existe uma necessidade diferente. Em climas úmidos e frios, é recomendável que se regue menos, pois o substrato se manterá molhado por mais tempo (a cada 15 dias). Agora para climas secos e quentes, o ideal é regar mais, pois o substrato irá secar mais rapidamente (uma vez por semana). Caso você já tenha um esquema de regas que funciona bem na sua região, sugerimos que o mantenha.